sexta-feira, 15 de maio de 2015

1 "euro" complicado (e sim, estou aqui a fazer um trocadilho)


O estacionamento em baixo da minha casa é pago. Ontem, no caminho para casa, depois do trabalho, pensei em estacionar aí pois ia ter de voltar a sair, logo após o jantar. Num semáforo qualquer, para adiantar serviço, resolvi tirar do porta-moedas uma moeda de 1€ para por no parquímetro. Pousei a moeda no tablier do carro. Nas curvas, lá andava ela "dum-lado-pró-outro", fazendo "ffffffffffffft", "ffffffffft"....  No entanto, mesmo antes de chegar à zona de estacionamento pago mas mesmo já ao pé de casa, tive a sorte de topar um lugar vago onde o estacionamento é livre. Fixe.
Três horas mais tarde, saio de novo. Entro no carro e lá está a moeda, da qual me tinha esquecido. Arranco e lá vai ela "ffffffffft" para um lado, "ffffffft" para o outro.
Viagem de regresso a casa, já tarde, já nem apeteceu ouvir o rádio. Apenas a moeda ainda no tablier, "ffffffffft" para um lado, "ffffffft" para o outro. Estou a chegar a casa. Estaciono e penso em acabar com tudo aquilo. Já era de mais. Ponho a moeda no bolso das calças.
Hoje de manhã quando me levantei, Mais-que-tudo continuava a dormir. Geralmente pego na roupa escolhida e avanço para a casa-de-banho, para o duche. Hoje, no silêncio e na escuridão do quarto, eis que resolvo pegar nas calças que usei ontem à noite quando "Prás! Trás! Prás!", caíu a moeda ao chão, saltitou três vezes e depois ficou ainda algum tempo a rodar no chão despido enquanto eu fiz aquela figurinha típica destes  momentos, tipo de quem foi "apanhado": imóvel, literalmente com as calças na mão e com os olhos fechados, franzidos. Parece que não acordei Mais-que-tudo. Apanhei a moeda, pousei em cima da cómoda. Entretanto, escolhido o combinado, dirigi-me para a porta do quarto mas, eis que vislumbro a moeda e vou atrás buscá-la. Mais 1€ na carteira faz sempre jeito, não fazia sentido deixá-la ali. Entrei no wc. Pousei a roupa escolhida. E a moeda. Tomei o duche, vesti-me e fui para a cozinha, tomar o pequeno-almoço. Regressei ao wc para terminar de me arranjar. Lá estava a moeda. Para não me esquecer dela, fui pousá-la no móvel da entrada. Estou pronta a sair, carteira ao ombro, vejo a moeda no móvel da entrada. Meti-a no bolso.
Hora de almoço, eu e um colega decidimos ir buscar uma mega sanduíche a um restaurante aqui ao lado. Vou para pagar, pego na carteira, não tinha dinheiro suficiente para pagar a minha sanduíche. Faltavam-me uns cêntimos. Pago com Multibanco. Chego ao escritório, a sentar-me, sinto algo no bolso das calças. A  moeda de 1€! Se a tivesse encontrado minutos antes... Faço contas com o meu colega porque entretanto resolvemos  fazer uma aposta no Euromilhões. Tenho a dar-lhe 2€. Pego em algumas moedas às quais junto a famigerada moeda de 1€ e, ao estender a mão para lhe dar a minha parte, eis que a desgraçada, apenas essa desgraçada!, cai por entre o meio das nossas mesas. Direitinha.
Maldito Euro.


Sem comentários:

Enviar um comentário