segunda-feira, 25 de maio de 2015

A day in life

Estou mais contactável com este novo telefone. Estou mais gira com estes brincos. Estou mais confortável com o novo casaco. Estou bem mais tesa com o guito que gastei este fim-de-semana. Estou mais velha. Mas estou mais rica e mais feliz que antes. Pela companhia e pelo esforço de uns. Dos que me são mais. Estou mais próxima de uns e mais longe de outros porque faz parte do caminho. Há aqueles que nunca esquecem, passe o tempo que passar. Independentemente da geografia que nos separa. E isso é tão bom! Há outros que esquecem e que se vão fazendo esquecer. E isso deixa de ser cada vez menos importante. No fim, o que importa é o sentimento que fica. De preenchimento. De tudo. De sol. De felicidade. De tranquilidade. De família. De casa. 


Sem comentários:

Enviar um comentário