quinta-feira, 2 de julho de 2015

Viagens

Muitos de vós sonhariam em ter umas mamocas jeitosas encostadas, esparramadas, nas vossas costas, não? A primeira vez que isso me aconteceu foi na praia e com uma amiga. (Não não estávamos a experimentar coisinhas novas.). Teríamos 15-16 anos, eu estava deitada na toalha, ela veio do mar e atirou-se para cima de mim. E nunca me esqueci daquela sensação. As suas mamas, bem maiores que as minhas por sinal, molhadas e esparramadas nas minhas costas, comprimidas pelo peso dela. Foi como se um polvo se tivesse colado em mim. Num salto pus-me de pé e guardei essa sensação como um indicador que realmente eu não curtia gajas.
Hoje, pela fresca, voltei a sentir o corpo feminino pressionado contra mim. Ainda estava sonolenta quando um pipi se encostou ao meu braço. E ali esteve um bom bocado a baloiçar-se dum lado pro outro, esfregando-se no meu membro superior. Entretanto, mudo de posição e lá estão elas de novo: um gigantesco par de mamocas bem coladas nas minhas costas! Por momentos quase que me senti confortada. Ali, naquele momento e espaço foi quase bom! Um fofo balançar que me almofadava os solavancos do meu próprio corpo...
Até que a porta se abriu e eu saí na minha paragem.

Ahh, as sensações que uma viagem de autocarro podem proporcionar!

Sem comentários:

Enviar um comentário