sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Catching up

A vida é uma gaja maluca com grandes crises existenciais (esta é bonita), e com TPM's do catano. Vai para lá de mais de duas semanas que este estaminé não tem nem sequer a minha visita. A minha noção de tempo está para lá de Bagdad. Duas semanas parecem dois anos. É que nem duas semanas são. São mais precisamente 11 dias. Há 11 dias atrás o meu percurso profissional sofreu mais um revés. Vamos lá ver se é com este revés que as coisas voltam finalmente a encarreirar.  Estou, como se diz, na minha praia. No departamento de marketing e comunicação! E isto tem sido uma lufa-lufa! Normal nesta altura do ano. Normal em quem tem que reavivar a memória de muita coisa que já aqui se fez. Normal em quem tem que correr atrás de alguns anos de prejuízo. Entretanto, o ginásio, o blog, o partido, a minha casa, têm sofrido um pouco com isso. É incrível como nunca mas nunca se tem tudo o que se quer, como se quer. Sometimes you win, sometimes you lose. Mas há uma coisa. E sinto-o profundamente agora. Aprendi à força a moderar as minhas expectativas. Tenho a certeza. Ainda assim, com todo o optimismo, tem sido bom. Um desafio. E a perspectiva é essa mesmo. End. Sometimes you win, sometimes you learn.
Entretanto, o Natal. O cliché. Detesto. Tenho o espírito de Natal de um Scrooge. Janeiro, please! Quero 2016. Wake me up when December ends. Ah! e escusam de me acordar para a "festa" de passagem de ano. Quero é encontrar o nosso apartamento novo. Temos de castrar o gato. Quero terminar o serviço comunitário. Quero encontrar uma doméstica. Quero comprar a Bimby.
Quero marcar definitivamente a viagem para Amesterdão ou Berlim para Fevereiro. Rápido!


Sem comentários:

Enviar um comentário